4
(5)

Que esta delicia é um dos principais protagonistas da doçaria portuguesa muitos já sabem. Mas a história do pastel de nata, como se tornou parte da identidade cultural lusa,a sua génese e o génio por de trás da receita, são menos conhecidos. .

Apesar de pouco clara, sabe-se que o pastel de nata tem uma origem monástica, ligada ao mosteiro dos Jerónimos. Segundo se crê, numa altura de necessidade, particularmente difícil devido à revolução liberal, os monges do famoso mosteiro terão recorrido a esta iguaria para tentar realizar dinheiro e sobreviver. Assim, nessa altura de premência, terão iniciado a sua comercialização num estabelecimento, ali mesmo em Belém,  nas imediações do mosteiro dos Jerónimos.

Foi precisamente a localização desse posto de venda que veio a dar-lhe a sua designação que, hoje em dia, se tornou mais comum. O pastel de Belém. Já a sua popularização e difusão foi impulsionada não apenas pelo fluxo de turistas que, atraídos pela torre de Belém e pelo próprio mosteiro dos Jerónimos, acabavam por experimentar e dar a conhecer, mas também pela movimentação de barcos que, na altura, ligavam aquela localidade a Lisboa.

História do Pastel de Nata resulta da adaptação e reprodução do pastel de Belém

Aquilo a que conhecemos como pastel de nata não é mais do que o resultado da tentativa de reprodução do pastel de Belém. Este, cujo segredo se encontra guardado a sete chaves, apenas podemos encontrar naquele mesmo local, em Belém. O que nem por isso significa que não nos possamos deliciar com as alternativas que povoam cafés e super mecados, em Portugal, e um pouco por todo o mundo. Além disso, hoje em dia podemos encontrar muitas versões de pasteis de nata, muitas variações, resultado do espírito criativo daqueles que gostam de pasteis de nata, umas melhor conseguidas do que outras..No final de contas,  a história do pastel de nata assemelha-se a um império construído sobre o poder do sentidos.

O que achou de desta receita?

Clique na estrela para a avaliar!

Classificação média 4 / 5. Contagem de votos: 5

Ainda ninguém avaliou! Seja o primeiro!